Já falamos em conteúdos anteriores sobre a importância da escolha das cores, mas se falamos de design ou diagramação, a escolha da fonte também é algo que não pode ficar de lado e na maioria das vezes o conjunto de fontes utilizado no seu design pode representar um lugar de destaque na sua arte.


Da mesma forma que as cores, as fontes possuem o poder de criar associações mentais e provocar respostas em uma determinada marca.

Cada fonte possui suas características próprias, bem como suas vantagens e desvantagens e seus significados psicológicos.


Embora existam milhares de fontes hoje em dia, é possível categorizá-las em cinco grupos principais. Como citado acima, cada uma delas possui uma característica específica e com isso a forma como é trabalhada vai desempenhar um papel muito importante em seu significado, o que vai caracterizar o impacto que o seu layout final vai causar no seu público de interesse.

Então aqui vai a lista dos principais grupos de fontes que vai ajudar e muito em seus layouts:

  • Fontes Serifadas:

Conhecidas como um estilo de fonte mais antigo por aparecerem no final do século XV, a palavra “serifa” se refere aos pés que normalmente aparecem na parte superior ou inferior das letras. Esses floreios originam-se dos pincéis dos artistas que utilizavam esse recurso com o objetivo de decorar as letras.

Caracterizada por ter um aspecto mais conservador, são populares em empresas que buscam representar elegância e sofisticação, além disso são ideais para comunicar autoridade e grandeza, sendo comum o seu uso em áreas acadêmicas, financeiras e editoriais.

  • Fontes não Serifadas:

Dispensando o uso dos floreios de sua antecessora, as fontes não serifadas possuem uma abordagem mais limpa e moderna. Definidas por suas linhas retas e simples, enfatizam sua legibilidade e simplicidade em busca de um visual mais dimensionável e podem representar um layout que preza pela clareza, porém pode ser ousada e usada para chamar a atenção com um design fino e eficiente.

As empresas que buscam pelo uso dessa fonte trabalha honestidade e sensibilidade sem necessidade de firulas

  • Fontes Serifadas Egípcias:

Considerada como uma variante da fonte serifada tradicional, as fontes serifadas egípcias possuem um caráter sólido, arrojado e são ideais para marcas modernas.

Com um visual chamativo, elas transmitem confiança, segurança e um ar criativo. São indicadas também para empresas que querem comunicar suas ideias e produtos inovadores, pois podem comunicar importância e senso de necessidade.

  • Fontes decorativas:

Conhecidas pelo seu corpo único e atraente, podem ser utilizadas por vários setores e necessidades, pois normalmente são criadas de forma personalizada para empresas específicas.

Sendo raramente usadas em longas sequências de textos, transmitem singularidade e originalidade. Desencadeando informalidade, diversão e pensamentos criativos, elas podem ser combinadas com diferentes estilos de fontes.

  • Fontes Caligráficas:

Esse estilo de fonte, conhecido por enfatizar o visual cursivo natural, evoca uma ideia de elegância, criatividade e até mesmo feminilidade. Suas curvas e floreados também podem comunicar um tom comercial prático e pessoal.

São indicadas para quem quer passar uma sensação singular e artística, porém é recomendado que se faça o uso desse estilo com moderação, já que seu estilo pode afetar a legibilidade e transformar sinais em palavras ou prejudicar a leitura de algumas palavras.

Com dúvidas sobre qual estilo de fonte utilizar nos seus materiais? Envie sua ideia para nossa equipe! Gráfica & Cia, você tem ideias, nós executamos!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *